O que faz e onde atua um técnico em Gestão Pública?

O curso superior de Tecnologia em Gestão Pública EAD tem crescido muito em número de matrículas ano após ano. Essa escolha é feita principalmente por aqueles que têm interesse em atuar com assessoria política e técnica, com planejamento e desenvolvimento de projetos, com organizações privadas que prestam serviços para órgãos públicos, com institutos e centros de pesquisa, com organizações sem fins lucrativos, com instituições de ensino, e uma série de outras opções nas quais os formados na área terão as portas abertas. São essas algumas das principais atribuições de um técnico em Gestão Pública. E tenha certeza, trata-se de uma área onde as vagas não costumam faltar.

Só que, para atuar, é necessário possuir um diploma, mas sobre o curso tecnólogo em Gestão Pública falaremos daqui a pouco. Antes, é importante explicarmos o que é Gestão Pública. Bom, quem trabalha com esse nicho tem fundamental importância na administração da iniciativa pública, objetivando principalmente políticas de interesse coletivo, nas quais podemos citar educação, moradia, saneamento, emprego, diminuição de desigualdades sociais, entre outras. A atuação não necessariamente estará associada ao governo, uma vez que, como dissemos acima, é possível que o profissional atue também em ONG’s.

O que se estuda no curso de Gestão Pública EAD?

Vamos agora mostrar tudo o que você irá aprender durante a faculdade, onde efetivamente compreenderá melhor o que é tecnólogo em Gestão Pública. O curso tem duração de pelo menos dois anos, divididos em quatro semestres, nos quais será apresentado a uma série de disciplinas que o deixarão preparado de forma eficaz a poder atuar com enorme competência na área. São elas:

1º Semestre

  • Educação Ambiental e Cidadania
  • Empreendedorismo
  • Legislação Empresarial
  • Fundamentos de Economia
  • Metodologia da Pesquisa e do Trabalho Científico

2º Semestre

  • Gestão de Pessoas
  • Direitos Humanos e Relações Étnico-Raciais
  • Comunicação Empresarial
  • Libras – Língua Brasileira de Sinais
  • Introdução à Administração

3º Semestre

  • Comportamento Organizacional
  • Fundamentos de Finanças
  • Estatística Aplicada
  • Fundamentos de Contabilidade
  • Contabilidade Pública
  • Direito Administrativo e Constitucional
  • Análise de Dados e Indicadores Sócio Econômicos
  • Tópicos Especiais em Gestão Pública

4º Semestre

  • Tecnologia de Informação em Gestão Pública
  • Gestão de Projetos em Gestão Pública
  • Ética, Governança e Transparência
  • Finanças Públicas e Orçamentos
  •  Desafios Contemporâneos e Inovação na Gestão Pública
  • Planejamento e Gestão de Obras Públicas
  • Gestão e Avaliação de Políticas Públicas

Além de fazer as provas referentes a cada uma das disciplinas citadas acima, e claro, ser aprovado em cada uma delas, no decorrer do curso tecnólogo em Gestão Publica a distância também será necessário participar das atividades complementares, que já estarão disponíveis desde o primeiro semestre.

É muito importante mencionar ainda que, durante sua faculdade para tornar-se técnico em Gestão Pública, não haverá obrigação de produzir um Trabalho de Conclusão de Curso, o famoso TCC. E mais… O aluno também não precisará passar pelo estágio supervisionado, que no caso do bacharelado seria obrigatório, porém, caso tenha essa possibilidade, aproveite, pois é certamente uma ótima forma de acrescentar experiência em seu início de carreira e, dependendo do desempenho, quem sabe até mesmo garantir uma vaga efetiva após a conquista do diploma.

E já que falamos de bacharelado, convém, por mais óbvio que já tenha ficado, explicar que ele é diferente do curso de tecnologia, que é nosso foco. Cuidado para não confundi-los! Por mais que o Ministério da Educação (MEC) considere ambos como sendo cursos de nível superior, existem diferenças importantes entre eles, sendo que as principais são a duração (pelo menos quatro anos para bacharelado e dois anos para tecnologia) e a grade curricular (mais focada na parte prática no curso tecnológico e um pouco mais teórica no bacharelado).

Mercado de trabalho

Você certamente quer conhecer mais detalhes sobre o que faz um tecnólogo em Gestão Pública, certo? As respostas são muitas, mas entre as principais podemos destacar o planejamento e gerenciamento de processos e serviços de organizações públicas; coordenação de equipes de trabalho; promoção da competitividade das instituições; elaboração e coordenação das políticas públicas; controle do orçamento; acompanhamento das licitações; organização da parte logística e operacional de campanhas públicas; assessoria de parlamentares; administração e gerenciamento de projetos de órgãos do terceiro setor que tenham ligação com políticas públicas; isso para citar apenas algumas.

O mercado de trabalho para quem se forma no curso de Gestão Pública, conforme dissemos no início da postagem, é bastante amplo e repleto de boas oportunidades. Os cargos mais comumente oferecidos pelas empresas são: Analista de Contratos, Analista de Mercado, Analista de Orçamentos de Projetos Públicos, Analista de Políticas Públicas e Gestor de Projetos Públicos de Investimento. Isso, é claro, falando especificamente da iniciativa privada.

E isso nos leva a falar sobre concurso para tecnólogo em Gestão Pública, afinal de contas, muitas pessoas optam em ingressar na faculdade já pensando em futuramente buscar uma vaga em um desses processos seletivos. E da mesma forma do que informamos no parágrafo anterior, nesse caso também costumam ser oferecidas muitas oportunidades, e uma vez aprovado, o profissional além de trabalhar com carga horária diferenciada, também tende a receber remunerações bastante atrativas.

Enfim, esse é um ramo de atuação que tem se mostrado cada vez mais promissor e com amplas oportunidades no mercado de trabalho, não a toa, tornou-se uma das graduações que mais tem concentrado novos alunos matriculados nos últimos anos.

Porém, para ter sucesso seja atuando em empresas privadas ou órgão públicos, é fundamental matricular-se em uma instituição de ensino superior que proporcione uma ótima qualidade de ensino, que seja credenciada pelo Ministério da Educação, que dê a liberdade de escolher onde e quando estudar, bem como com qual material didático estudar, além de uma série de outras vantagens que uma faculdade a distância pode proporcionar.

E então, se identificou? Confirmou que fazer um curso tecnólogo em Gestão Pública vale a pena? Então agora basta fazer a escolha da melhor instituição de ensino EAD na qual se matricular, iniciar os estudos com foco e aguardar, pois certamente após esses 24 meses você estará pronto para ingressar no mercado de trabalho e terá muitas empresas de portas abertas para que mostre o excelente técnico em Gestão Pública que se tornou.

Deixe seu Comentário