Como é o mercado de trabalho para formados em Serviço Social?

No post de hoje, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre a área de Serviço Social. Você vai saber qual é a diferença entre os cursos de licenciatura e bacharelado, vai conferir a grade curricular do curso, saber o que faz um bacharel e conhecer mais sobre o mercado de trabalho. Afinal, todas essas informações te deixam mais preparados para construir uma carreira na área. Então, confira o texto até o final e fique bem informado sobre o assunto.

O que é bacharelado em serviço social?

Para começar, podemos definir o serviço social como uma profissão que possui caráter interventivo, e é baseada em instrumentos e métodos multidisciplinares das ciências sociais para realizar análises e propor adequações em diversas questões sociais de comunidades. Ou seja, ele promove desenvolvimento, mudança e coesão nas desigualdades que surgem em um sociedade.

Sendo assim, é preciso lembrar que o bacharelado em serviço social é um curso de nível superior, ou seja, uma graduação. Dessa forma, durante o curso, o aluno tem contato com disciplinas das ciências sociais e humanas. Além disso, o conteúdo também abrange princípios de justiça social, direitos humanos, responsabilidade coletiva e respeito pela diversidade humana. Afinal, um profissional da área vai se relacionar com diversas pessoas e estruturas sociais para responder aos desafios do cotidiano, visando à melhoria do bem-estar de todos.

Qual a diferença entre licenciatura e bacharelado em serviço social?

Tanto a licenciatura quanto o bacharelado são considerados cursos de nível superior. Porém, a licenciatura é mais voltada para profissionais que querem trabalhar com o ensino, a docência. Porém, você só encontra o curso de serviço social no formato de bacharelado. Os cursos de licenciatura são mais voltados para  áreas como Pedagogia, Letras, Matemática, Inglês, História, Educação Física e Geografia, por exemplo.

Grade curricular do curso de bacharelado

Antes de fazer a sua matrícula no bacharelado em serviço social EAD é importante conferir a grade curricular da graduação. Ou seja, as matérias que serão ensinadas durante os quatro anos de duração do curso. Então, separamos abaixo, um exemplo de grade completa, confira:

1º semestre

  • Prática Textual em Língua Portuguesa;
  • Sociologia Geral;
  • Filosofia das Ciências Sociais;
  • Métodos e Técnicas de Pesquisa;
  • Ética e Responsabilidade Profissional;
  • Teoria do Direito.

2º semestre

  • Estatística Aplicada;
  • Direitos Humanos, Educação no Trânsito e Relações Étnico-Raciais;
  • Língua Brasileira de Sinais – Libras;
  • Introdução à Administração;
  • Antropologia Social;
  • Introdução às Ciências Sociais.

3º semestre

  • Introdução ao Serviço Social;
  • Fundamentos Teóricos e Metodológicos do Serviço Social I;
  • Psicologia Desenvolvimento;
  • Psicologia Social e Comunitária;
  • Ciências Políticas;
  • Formação Social e Econômica do Brasil.

4º semestre

  • Processo de Trabalho em Serviço Social I;
  • Fundamentos Teóricos e Metodológicos do Serviço Social II;
  • Educação Ambiental e Cidadania;
  • Políticas Sociais Públicas;
  • Classes e Movimentos Sociais;
  • Gestão de Organizações Sociais e do Terceiro Setor.

5º semestre

  • Processo de Trabalho em Serviço Social II;
  • Regulamentação e Código de Ética em Serviço Social;
  • Identidades Culturais e Serviço Social no Brasil;
  • Estágio Supervisionado I;
  • Políticas Públicas da Criança e do Adolescente;
  • Direito e Legislação Social;
  • Serviço Social e os Desafios Profissionais Contemporâneos.

6º semestre

  • Serviço Social e Assistência Social;
  • Economia Política;
  • Estágio Supervisionado II;
  • Políticas Públicas da Terceira Idade;
  • Serviço Social e Seguridade – Saúde.

7º semestre

  • Relações Interpessoais;
  • Assessoria e Consultoria em Serviço Social;
  • Estágio Supervisionado III;
  • Política de Saúde e Proteção Social no Brasil;
  • Serviço Social e Seguridade – Previdência;
  • Tópicos Especiais.

8º semestre

  • Relações Familiares e Gênero;
  • Educação e Movimentos Populares;
  • Estágio Supervisionado IV;
  • Políticas Públicas da Educação Especial;
  • Desigualdades Sociais no Brasil;
  • Trabalho de Conclusão de Curso – TCC.

O que faz um bacharel em serviço social?

Agora que você já conhece mais sobre a graduação e o que se estuda nesse curso, podemos falar sobre o que faz um profissional formado na área. Esse profissional pode trabalhar em diversos espaços públicos e privados no segmento de políticas sociais. Afinal, ele é requisitado para o planejamento, a gestão e a execução de políticas, como programas e projetos sociais. E essas ações podem ser desenvolvidas para crianças, idosos, adolescentes, mulheres, índios, negros ou qualquer outro grupo que necessite dos seus serviços.

Já na área pública, a atuação do assistente social pode acontecer em órgãos relacionados ao bem estar social, assim como, secretarias municipais e estaduais e centros de atendimento à população em situação de risco. Além disso, esses profissionais também podem trabalhar em secretarias de saúde, centros de saúde, hospitais, clínicas e planos de saúde.

Mas não é só isso não, a atuação desses profissionais também pode acontecer na área empresarial, na educação, em órgãos de financiamento e planejamento habitacional, cooperativas habitacionais, área sociojurídica e movimentos sociais populares. Além disso, há muitas vagas no terceiro setor.

Mercado de trabalho para formados

No tópico anterior, com os exemplos de atuação, já deu para perceber que há muitas possibilidades de trabalho para esses profissionais. E é por isso, que o mercado está aquecido, sempre a procura de pessoas qualificadas para desempenhar o trabalho da melhor maneira possível. Por fim, é importante destacar que além do diploma de graduação na área, também é necessário possuir registro junto ao Conselho Regional do estado em que trabalha.

A profissão ainda não possui piso salarial, mas existe uma tabela de Honorários Profissionais, que determina o valor da hora técnica. A média salarial da categoria é de R$2.500 para jornada semanal de no máximo 30 horas. Mas, esse valor depende de inúmeros fatores como: tempo de experiência do profissional, cursos de especialização, região de trabalho, segmento de atuação e muito mais.

Por isso, é importante lembrar que os bons profissionais sempre serão recompensados com reconhecimento e melhores salários. Mas, lembre-se, a base da carreira é a graduação. Por isso, é importante encontrar um curso de bacharelado em serviço social de qualidade. Assim, você terá acesso a todo o conteúdo e prática necessários para enfrentar os desafios da profissão e conquistar boas oportunidades na área. Então, não esqueça de conferir se a instituição é credenciada pelo Ministério da Educação (MEC). Afinal, é esse credenciamento que torna o seu diploma válido e bem aceito pelo mercado de trabalho, quando você for se candidatar a vagas na área.

Deixe seu Comentário