FIES: Um guia para quem pretende se candidatar

Ingressar em um curso de nível superior é o sonho de quem está cursando ou já terminou o ensino médio. Porém, as universidades públicas não conseguem absorver todos os alunos que se formam todos os anos, e os processos seletivos para elas são bastante concorridos, o que as tornam bastante restritas.

Por outro lado, o número de instituições privadas no Brasil vêm crescendo ano após ano, mas os custos para se manter em uma dessas universidades está fora da realidade de muitos estudantes. Pensando nisso, foram criados programas de financiamento que ajudam os alunos nessa etapa da vida. E para te ajudar a escolher o programa certo, hoje vamos falar sobre o fies.

Aqui no Caderno do Enem você vai encontrar todas as informações sobre esse Fundo, então, continue lendo esse texto para tirar todas as suas dúvidas sobre como funciona o fies.

O que é o Fies

A sigla Fies significa: Fundo de Financiamento Estudantil. Ele é destinado aos estudantes que desejam cursar ensino superior em universidades privadas do Brasil.

O Fies tem objetivo de facilitar o acesso do aluno aos cursos de ensino superior em instituições privadas por meio de financiamentos. Desde 2018, o programa foi dividido em Fies juro zero (financiado pelo governo federal e voltado para alunos com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos); e P-Fies (onde o financiamento é obtido junto a bancos privados, o que implica em cobrança de juros).

Os financiamentos do Fies, para estudantes com renda familiar per capita de até 3 salários mínimos, terão taxa real zero de juros.

Durante todo o curso, o aluno que realizou o financiamento deverá pagar mensalmente o valor da coparticipação, diretamente ao agente financeiro. Quando o curso acabar, o estudante realizará a amortização do saldo devedor do financiamento. Essa amortização será de acordo com a sua realidade financeira, ou seja, a parcela da amortização será variável e de acordo com a renda do reém formado. Nos casos de estudantes que não têm renda, será devido apenas o pagamento mínimo.

O prazo de inscrições fies para o 1º semestre de 2021 começa no dia 26 de janeiro e segue até o dia 29 de janeiro de 2021. O resultado deve ser divulgado no dia 2 de fevereiro. Para os pré-selecionados em chamada única, o prazo para complementar a inscrição é de 3 a 5 de fevereiro. Já os candidatos que não forem pré-selecionados na chamada única, podem disputar uma das vagas ofertadas por meio da lista de espera.

A expectativa é que sejam ofertadas 93 mil vagas para o Fies em 2021.

Quem pode se inscrever no Fies?

Se a sua dúvida é sobre quem pode se inscrever no fies, a resposta é simples:

Podem participar do Fies os estudantes que tenham realizado a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 e obtido uma pontuação mínima de 450 pontos e nota maior que zero na redação. Além disso, o curso escolhido pelo candidato deve ter uma avaliação positiva pelo Ministério da Educação (MEC).

Vale lembrar que para a contratação do financiamento é exigida a apresentação de fiador. No site do Fies não tem informações sobre quem pode ser fiador do fies, mas sim sobre quem não pode. Confira:

  • Cônjuge ou companheiro (a) do estudante;
  • Estudante beneficiário do Programa de Crédito Educativo — PEC/CREDUC, salvo no caso de quitação total do financiamento;
  • Cidadão estrangeiro, exceto cidadão português que comprovadamente possua a concessão dos benefícios do Estatuto da Igualdade, conforme Decreto nº 3.927, de 19 de setembro de 2001, comprovada por meio da carteira de identidade de estrangeiro emitida pelo Ministério da Justiça;
  • Estudante que possua financiamento vigente concedido no âmbito do FIES.

Existem também dois tipos de fiança: a fiança convencional e a fiança solidária.

A fiança convencional é prestada por até dois fiadores cuja renda deve ser igual ao dobro do valor da mensalidade paga pelo estudante.

Já a fiança solidária se trata de um grupo de fiadores que deverá ser constituído na mesma agência do agente financeiro escolhido. Nesse caso, são reunidos em grupo de 3 a 5 participantes, não sendo obrigatória a comprovação de rendimentos. Os estudantes deverão obrigatoriamente ser da mesma instituição de ensino e do mesmo local de oferta do curso. Porém, os estudantes não poderão ser do mesmo grupo familiar e ficarão restritos a oferecer essa modalidade a apenas um grupo.

Como se inscrever no Fies?

Para fazer sua inscrição você deverá seguir os quatro passos descritos no site do Fies e que reproduzimos abaixo:

  1. Inscrição no Sistema de Seleção do Fies (Fies Seleção)
    Você deve acessar o Sistema de Seleção do FIES (FIES Seleção) e informar CPF, data de nascimento, endereço de e-mail e cadastrar uma senha que será utilizada sempre que acessar o Sistema. Depois de informar os dados solicitados, você receberá uma mensagem em seu e-mail para validação do cadastro. A partir daí,será possível acessar o FIES Seleção e fazer a inscrição informando seus dados pessoais, seu curso e instituição.
  2. Inscrição no SisFIES
    Depois você deverá acessar o SisFIES e efetivar sua inscrição, em até 5 dias corridos a contar da divulgação de sua pré–seleção, informando os dados de financiamento a ser contratado.
  3. Validação das informações
    Após concluir sua inscrição no SisFIES, você deverá validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), em sua instituição de ensino, em até 10 dias contados a partir do dia imediatamente posterior ao da conclusão da sua inscrição. A CPSA é o órgão responsável, na instituição de ensino, pela validação das informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição.
  4. Contratação do financiamento
    Depois da validação das informações, você e se for o caso, seu(s) fiador(es) deverão comparecer a um agente financeiro do FIES em até 10 dias, contados a partir do terceiro dia útil imediatamente subsequente à data da validação da inscrição pela CPSA, para formalizar a contratação do financiamento. No ato da inscrição no SisFIES, você escolherá a instituição bancária, assim como a agência de sua preferência, sendo o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal os atuais Agentes Financeiros do Programa.

 

Equipe de redação do Caderno do ENEM

Cada integrante de nossa equipe carrega consigo uma valiosa coleção de experiências e habilidades singulares, culminando em um conjunto coeso que busca incansavelmente a excelência na criação de conteúdo. Nosso objetivo primordial é superar as expectativas, oferecendo aos nossos leitores uma experiência que não apenas enriqueça, mas também permaneça na memória.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

três × um =